Sem destino

Intérprete:
Luiz Tatit
Código do CD:
DB0143
Código de barras:
789833903 057 3
Ano:
2010
Gênero:
MPB /Canto Falado
Obs.:
participação de Ná Ozzetti, Juçara Marçal e Marcelo Jeneci
Compre e baixe no
UOL Megastore
Luiz Tatit, compositor, intérprete e violonista, um dos mentores do inventivo grupo paulistano "RUMO", formado em 1974 e consagrado a partir do seu primeiro disco nos anos 80, revolucionou o cenário da música popular brasileira com o chamado "canto falado". Ao final do projeto com o grupo "RUMO", Luiz Tatit passou a lançar, pela gravadora independente Dabliú, os seus próprios álbuns, reunindo as composições que dão continuidade àquele projeto. Já foram lançados 4 CDs: Felicidade (1997), O Meio (2000), Ouvidos Uni-vos (2005) e Rodopio (2007), este também em DVD. Durante esse período, teve diversas composições gravadas por outros intérpretes, entre os quais, Ná Ozzetti, Zélia Duncan, Ney Matogrosso, Leila Pinheiro, Vânia Bastos, Daúde e Jussara Silveira. Em abril de 2010, Luiz Tatit lançou seu novo CD, Sem Destino, também pela Dabliú, somente com canções inéditas (13), sendo 7 de sua autoria exclusiva e as demais com parceiros (Alice Ruiz, Itamar Assumpção, Marcelo Jeneci, Dante Ozzetti, Jonas Tatit e Capiba). Tatit consagra seu estilo único. As letras, como sempre, trazem um sabor especial, desta vez versando sobre nossa relação com o imponderável e com a predestinação. No primeiro caso, o disco traz composições como "Sem Destino", cujo personagem se sente desamparado pelo próprio destino, "Por que nós?" (parceria com Marcelo Jeneci), sobre as imprevisíveis heranças de cada geração, ou "Quem Sabe" (parceria com Itamar Assumpção), uma variação da máxima socrática "só sei que nada sei". No caso da predestinação, surgem faixas como "Quando a Canção Acabar", sobre o propalado final da era da canção, "A Volta do Sabiá", que, em contraponto à famosa Canção do Exílio, exige o regresso do próprio sabiá, ou ainda, "Nando e Nanda" (parceria com Dante Ozzetti), que anuncia o encontro fatal, e óbvio, dos dois personagens. Ná Ozzetti deixa sua marca na interpretação de "Relembrando Nazareth", peça pianística do pernambucano Capiba (1904-1997) e só agora letrada por Tatit, e na deliciosa "De Favor", que conta a experiência de alguém que foi morar literalmente no coração (no músculo pulsante) da amada. Há ainda a participação especial da cantora Juçara Marçal na canção "Quem Gostou de Mim" (parceria com Jonas Tatit). Sem Destino contou ainda com a produção de Alexandre Fontanetti e a direção musical e arranjos de violão de Jonas Tatit. Outros instrumentistas também foram decisivos para a boa sonoridade do disco: Sérgio Reze e Adriano Busko na percussão, Serginho Carvalho no baixo, Marcelo Jeneci na sanfona e nas programações eletrônicas, Marina Pittier nos vocais e, ainda, Fábio Tagliaferri na viola e nos arranjos de cordas. A capa, as fotos e o projeto gráfico são de Gal Oppido.